Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Estado comemora aniversário da campanha de vacinação contra a covid-19

Publicação:

Algumas profissionais de saúde vacinam pessoas na presença do Governador Leite.
Dia 18 de janeiro de 2021 foram aplicadas as primeiras cinco doses da vacina contra a Covid-19 no RS - Foto: Felipe Dalla Valle/ Palácio Piratini

Na véspera de iniciar a vacinação de crianças de cinco a 11 anos contra a covid-19, o Rio Grande do Sul comemora nesta terça-feira (18) um ano dos primeiros gaúchos a receber uma dose do imunizante. Em 18 de janeiro de 2021, Eloina, Jorge, Carla, Joelma e Aline se tornaram símbolos do início da vacinação no RS, cada um pertencente a um dos grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde aptos a receberem a aplicação antes da população geral. O ato simbólico foi realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), em dia histórico e de esperança. Reveja aqui a matéria sobre o ato.

Desde então, o Governo do Estado vem entregando vacinas com regularidade para manter os municípios abastecidos e prontos para aplicar a vacina no braço de todos os gaúchos que buscam a imunização.

Os municípios, responsáveis pela execução da aplicação das doses, recorreram a diversas estratégias para atingir os públicos em cada etapa da campanha de vacinação e evitar aglomerações, como drive-thrus, mutirões, visitas domiciliares, horários estendidos dos postos de saúde, além de chamamentos nos veículos de imprensa locais e redes sociais.

Os primeiros grupos que foram vacinados foram profissionais na linha de frente da pandemia, os idosos residentes de instituições de longa permanência e população indígenas em aldeias. Depois foi a vez dos demais profissionais de saúde, idosos não institucionalizados e pessoas com deficiência em Residências Inclusivas. Gradativamente, as doses foram destinadas a públicos diversos, sempre priorizando quem estava mais suscetível ao agravamento da doença e objetivando reduzir as internações nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) em consequência da covid-19.

Em abril de 2021, foi aberta a campanha de adultos com alguma comorbidade, como diabetes, doenças cardíacas, imunossuprimidos e outras. A partir do mês de junho, iniciou a vacinação para a população em geral, seguindo ordem cronológica de trás para frente (iniciando nos mais velhos, 59 anos, e, aos poucos, liberando para os mais novos). Em setembro, foi a vez dos adolescentes de 12 a 18 anos começarem a receber a vacina contra a covid-19, em paralelo à dose de reforço, que passou a ser aplicada nos primeiros imunizados. Na sequência, passou-se a disponibilizar doses de reforço a todos, conforme fosse completando seis meses do esquema vacinal completo.

Neste meio tempo, o Governo do Estado realizou diversas ações para estimular a vacinação da população e qualificar a rede de distribuição e armazenamento de imunobiológicos, como imunizantes. Entre as ações, destacam-se o Prêmio Te Vacina RS, que distribuiu R$ 1,25 aos municípios com maiores índices de vacinação, e frequentes reuniões extraordinárias da Comissão Intergestores Bipartite, entre Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), para definição da entrega das doses.

Nesta terça-feira (18), o painel de monitoramento da vacinação no Estado mostra quase 20 milhões de doses aplicadas no território gaúcho, contando primeiras doses, segundas doses, doses únicas e doses de reforço. Isto representa 85,4% da população apta a receber a vacina no Estado com esquema completo (duas doses ou dose única). Porém, os dados ainda são parciais, visto que o painel de monitoramento voltou a entrar em funcionamento apenas na última segunda-feira (17), após o ataque cibernético aos sistemas do Ministério da Saúde, no início do mês de dezembro/21. Algumas instabilidades ainda podem ocorrer até a plena reestabilização do sistema.

Secretaria da Saúde