Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Congresso sobre uso racional de medicamentos une conhecimentos científicos e políticas públicas

Publicação:

Card do Congresso em lilás e bege com informações do evento.

O 1º Congresso Estadual sobre o Uso Racional de Medicamentos, promovido pelo Programa Cuidar+, do Departamento de Assistência Farmacêutica (DEAF) da Secretaria da Saúde (SES/RS), está sendo realizado de forma online, pelo canal do youtube  Cuidado Farmacêutico .

O evento teve sua abertura oficial nesta quarta-feira (22/9) e tem por objetivo estimular a reflexão e o debate sobre ações, estratégias e atividades para a promoção do uso racional de medica. A programação vai até 24 de setembro e contou com um pré-congresso para o público leigo na terça-feira, dia 21.

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, que participou da abertura, disse que “com todo o conhecimento científico que este evento nos proporcionará, poderemos basicamente traçar mais políticas públicas que possam chegar aos cidadãos como entregas de qualidade”. Arita reforçou, ainda, que “este congresso vai possibilitar trocas de boas práticas, o que pode nos enriquecer como gestores de saúde”.

Entre as iniciativas do (DEAF), a secretária listou a revisão da lista de medicamentos especiais, baseada em conhecimento científico e o projeto estruturante que permitiu com que atualmente 80% dos itens da Farmácia do Estado estejam disponíveis para a população. Ela também citou o Projeto Inovador da Farmácia Cuidar +, do programa avançar RS, que destina recursos para estruturar as farmácias dos municípios gaúchos, melhorando as condições e qualificando o cuidado, inclusive com a padronização da identidade visual.

O Diretor do DEAF, Roberto Schneiders afirmou que a implementação de uma política pública que promova a utilização racional de medicamentos envolve um conjunto de setores, além dos gestores públicos. Envolve universidades, legisladores, controle social, entidades de classe, entre outros. O diretor considerou que deve existir “uma simbiose entre as políticas púbicas e a ciência, adaptando o material teórico às realidades locais”.

Também participaram da abertura, a diretora do Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos estratégicos do Ministério da Saúde, Sandra de Castro Barros, o professor Leonardo Regis Pereira, pesquisador da USP de Ribeirão Preto, e a deputada estadual, Fran Somensi, que tem um projeto de lei sobre Farmácia Solidária.

O Congresso

A coordenadora do Cuidado Farmacêutico do DEAF, farmacêutica Agnes Nogueira Gossenheimer, explica que o congresso é um evento científico regional inédito no Estado. Tem mais de 1.200 inscritos, entre estudantes, professores, gestores e profissionais de saúde e pesquisadores que atuam em farmácias, serviços de nutrição, psicologia, odontologia, medicina, fisioterapia, enfermagem entre outros.

O congresso conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapergs), dos programas de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), de Pós-Graduação em Assistência Farmacêutica (PPGAFar), de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Sul (CRF-RS), Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS) e Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Secretaria da Saúde