Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Estado e município analisam projeto de atendimento ao TEA em Tapejara

Publicação:

As Secretárias Arita e Ana Costa conversam com três homens. Os cinco estão sentados atrás de uma mesa circular.
No encontro, foi discutida a possibilidade do município receber um dos 18 centros de atendimento que o Estado pretende implantar - Foto: Guga Stefanello - SES

Um projeto para a implantação de um projeto para um centro de referência regional para atenção aos portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA) foi tema de uma reunião, nesta quarta-feira (25), entre a secretária da Saúde, Arita Bergmann, e o prefeito do município de Tapejara, no nordeste do Estado, Evanir Wolf.

Atualmente, segundo o prefeito, o município tem 44 crianças portadoras de TEA, atendidas em Passo Fundo, distante 53 quilômetros, ou pela rede privada na região. “Mas a gente sabe que tem muitas famílias com dificuldades financeiras e o município não pode deixar de olhar por isso”, disse.

A secretária da Saúde explicou o funcionamento do programa Teacolhe, que conta com 28 centros de referência regional e sete macrorregionais no Estado, atuando na organização e no fortalecimento das redes municipais de saúde, de educação e de assistência social no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias. Lançado em 2021, o programa busca envolver escolas, postos de saúde, centros de atendimento e comunidade, atuando de forma integrada.

No encontro, foi discutida a possibilidade do município vir a sediar um centro de referência do TEAcolhe. 

“É justamente a região que ficou sem um centro de referência regional. Nós gostaríamos muito de viabilizar este centro em Tapejara”.

Além do prefeito e da secretária Arita Bergmann, participaram da reunião a secretária adjunta da Saúde, Ana Costa, e os secretários municipais de Saúde, André Rodrigues da Silva, e de Habitação, Jackson Geisel da Silva.

Secretaria da Saúde