Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Estado analisa projeto para suprir carência de médicos nos municípios

Publicação:

Gestores da saúde discutem, durante reunião, o projeto do Cosems
Reunião para discussão do projeto ocorreu na SES - Foto: Marcelo Ermel

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria da Saúde (SES), deu mais um passo nesta terça-feira (10) na análise de um projeto que visa a suprir a carência de médicos nos municípios. Durante encontro na SES, foram discutidas alternativas para colocar em prática uma proposta do Cosems (Conselho das Secretarias Municipais de Saúde), em parceria com a Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul), que prevê bolsas na modalidade de residência médica para a qualificação de profissionais na área de saúde da família.


Um estudo do Cosems informa que o novo programa do Governo Federal (Médicos pelo Brasil) deverá abrir uma lacuna de 778 médicos no Rio Grande do Sul, alterando a situação em 133 municípios gaúchos. A proposta do Cosems visa a suprir essa carência por meio da remuneração dos profissionais para desempenho da assistência médica nos municípios como forma de pagamento da dívida do Estado para com as prefeituras. Ao aderir ao projeto, o município contrataria o médico para atuar em saúde da família durante os dois anos em que faz o curso.


A reunião teve a participação da secretária da Saúde, Arita Bergmann, do secretário de Articulação e Apoio aos Municípios, Agostinho Meirelles, do presidente do Cosems, Diego Espíndola, do reitor da Uergs, Leonardo Beroldt, e de gestores municipais de saúde, além de técnicos. Ficou definida a formação de dois grupos distintos: um para formatar a proposta de formação e qualificação dos profissionais médicos e outro para elaborar um projeto de lei para a implantação do programa. Os próximos encontros devem ocorrer ainda neste mês.

Secretaria da Saúde