Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretaria da Saúde paga R$ 1,2 milhão aos municípios para programa Primeira Infância Melhor

Publicação:

Visitador do PIM, agachado, conversa, segurando as mãos de criança.
Visitador do Primeira Infância Melhor (PIM) faz atendimento a criança integrada ao programa em Viamão. - Foto: Marília Bissigo

Mantendo a regularidade dos pagamentos de 2019, a Secretaria da Saúde repassou R$ 1,2 milhão aos 239 municípios que possuem o programa Primeira Infância Melhor (PIM) implantado. Os repasses são da competência de abril e foram realizados nesta segunda-feira (17). A dívida acumulada desde 2014 com os municípios referentes aos programas municipais, entre eles o PIM, está sendo paga em 16 parcelas, com o valor total de R$216 milhões. A primeira parcela foi paga na última terça-feira (11), e quitou toda a dívida dos exercícios de 2014 a 2017, no valor de R$ 14,5 milhões.

O PIM atende hoje uma estimativa de 58 mil crianças e 8 mil gestantes nas 239 cidades em que está inserido. Cerca de 2,6 mil visitadores vão semanalmente até a casa dessas famílias para orientá-las através de atividades lúdicas, voltadas à promoção das habilidades e capacidades das crianças de até seis anos. Também atende vulnerabilidades específicas como crianças com deficiência, filhos de pessoas com privação de liberdade e áreas de violência elencadas pelo programa RS Seguro, da Secretaria de Segurança Pública.

O PIM é coordenado pela Secretaria da Saúde, com apoio das secretarias da Cultura; da Educação; de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e de Trabalho e Assistência Social.

Pesquisa longitudinal
A eficácia do PIM está sendo pesquisada por meio de uma avaliação experimental longitudinal, que prevê acompanhar cerca de três mil crianças no Rio Grande do Sul durante 20 anos. O estudo avalia diversos fatores e pretende verificar os efeitos do PIM nessas crianças, acompanhadas através de pesquisa de campo. Entre os fatores avaliados estão: desenvolvimento motor, cognitivo, socioemocional, linguagem e comunicação, indicadores de qualidade da relação da família com a criança, acesso aos serviços e direitos ligados à administração pública local, saúde, educação e atuação no mercado de trabalho.

A pesquisa é uma parceria da Secretaria da Saúde, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os municípios que desejam participar da pesquisa ainda podem se inscrever, entrando em contato através do e-mail pesquisapim@saude.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3288-5588, com Karine Verch.

Secretaria da Saúde