Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretária Arita e prefeito de Pantano Grande discutem a qualificação da assistência em saúde do município

Publicação:

A Secretária Arita e mais um homem ouvem outro homem. Os três estão sentados atrás de uma mesa circular.

A gestão compartilhada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), por meio do telefone 192, está fazendo a diferença na vida dos cidadãos de Pantano Grande, município de 10 mil habitantes distante cerca de 120 quilômetros de Porto Alegre. Este é o depoimento do prefeito Alcides Emílio Paganotto, que esteve com o deputado estadual Aloísio Classmann no gabinete da secretária da Saúde, Arita Bergmann, nesta quarta-feira (24/11).

“Poder utilizar a toda a estrutura de regulação proporcionada pelo Samu está salvando muitas vidas na nossa cidade”, explicou ele. O município, além de aderir ao projeto de gestão compartilhada do Samu, adquiriu uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Móvel para qualificar o atendimento de urgência na região. “Antes, os próprios familiares ou pessoas próximas precisavam levar até o hospital quem estava necessitando atendimento. Agora temos esse suporte médico pré-hospitalar na cidade, com mais agilidade e menos sofrimento a quem já está passando por um momento de dificuldade.”

A gestão compartilhada do Samu é um projeto voltado aos municípios de pequeno porte que ainda não possuem cobertura do serviço do Samu em seu território. Ao aderirem, estes municípios são integrados à rede de urgência e emergência, possibilitando a abertura do número 192 para os atendimentos da população local. Em contrapartida, a SES oferece regulação médica primária e secundária, com orientação médica e capacitação das equipes.

O prefeito Alcides ainda pediu à secretária Arita a inclusão do município no programa Rede Bem Cuidar RS, que poderá disponibilizar até R$ 350 mil para a reforma de uma Unidade Básica de Saúde (UBS). “O prédio está em uma situação precária. Um ato objetivo, concreto e direcionado pode beneficiar 30% da nossa população”, acrescentou o prefeito, referindo-se aos quase 3 mil moradores do bairro abrangidos pela UBS escolhida. “Nós conseguimos, com ajuda do Governo do Estado, criar um sistema de saúde de cidade grande em uma cidade pequena.”

Secretaria da Saúde